Suspensões de CNHs cresceram 52% no Paraná em 2014.

A imprudência no trânsito provocou um aumento de 52% nas suspensões e CNHs no ano passado em todo o Estado do Paraná. O levantamento do Detran-PR mostra que 85.297 pessoas tiveram o direito de dirigir privado por cometer infrações muitas vezes perigosas. No período, 29,5 mil condutores foram responsáveis por infrações gravíssimas, como dirigir embriagado ou envolvimento em rachas, práticas que levam à suspensão imediata da permissão para dirigir. Outros 56,4 mil somaram 20 pontos por uma série de irregularidades. “A suspensão, junto com o curso de reciclagem para motoristas infratores, é uma medida importante para chamar a atenção do condutor para sua atitude no trânsito. A pressa e os compromissos do dia a dia não podem ser usados como desculpas para falta de cidadania. Por isso, considero a medida não só punitiva, mas também educativa.”, destaca o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. Dos motoristas que tiveram a CNH suspensa em 2014, 52% têm 40 anos ou mais. Os homens representam 74% e as mulheres 26%. Foram 334.890 infrações emitidas, média de 5,9 por condutor suspenso, sendo que estacionar em desacordo com a regulamentação (16%), avançar o sinal vermelho (8%), deixar de usar o cinto de segurança (5%) e não realizar o comunicado de transferência do veículo no prazo de 30 dias (4%) estão entre as mais cometidas.

Reciclagem.

Cerca de 50 mil motoristas fazem curso de reciclagem todos os anos no Estado do Paraná. Desde 2011 cerca de 200 mil condutores passaram pelo processo, o equivalente à população de Maringá. Para comportar a demanda, o Detran do Paraná reforçou o quadro de instrutores com 85 novos funcionários. O número de professores passou de 44 para 113. Os cursos oferecidos pela Detran-PR aumentaram ano a ano e somam 150 mil motoristas capacitados nos últimos quatro anos. Outras 48.266 mil pessoas optaram por fazer as aulas nos Centros de Formação de Condutores, possibilidade criada em 2012 e que garante mais opções de datas e horários. A oferta de cursos entre janeiro de 2011 e outubro de 2014 foi 153% maior que a registrada nos quatro anos anteriores, período em que 78 mil motoristas fizeram as aulas. Segundo o órgão, a procura pelo curso é proporcional ao aumento das suspensões de habilitação. As aulas são parte da pena administrativa para quem tem a CNH suspensa somando 20 pontos de infrações.

CNH suspensa.

Ao receber a notificação da suspensão do direito de dirigir, o motorista deve entregar imediatamente a habilitação ao Detran. Desde junho de 2014, uma portaria autoriza os Centros de Formação de Condutores credenciados a ofertarem o curso de reciclagem e também a recolherem o documento para cumprimento de suspensão. Com o número de protocolo gerado na entrega da CNH, basta agendar o curso de reciclagem. Se a opção for realizar as aulas no próprio Detran, o condutor pode escolher as datas e horários na unidade do departamento mais próxima, nos terminais de autoatendimento ou no sitewww.detran.pr.gov.br. Caso a opção seja por uma autoescola, basta se matricular diretamente na empresa credenciada. As aulas são sempre divididas em módulos, com temas que envolvem legislação de transito, direção defensiva, noções de primeiros socorros e relacionamento interpessoal. Ao final do curso de 30 horas os motoristas são submetidos a uma prova e devem ter aproveitamento mínimo de 70%.
Fonte: radarnacional