Proinveste: execução da ponte sobre o Rio Campos Novos, em Porto da Folha, atinge 80%.

Com investimentos de R$ 3.985.630,30, oriundos do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados (Proinveste), a ponte que está sendo construída em concreto armado com guarda-rodas, tem 88,98 metros de extensão.

Com o objetivo de facilitar a mobilidade dos moradores da cidade de Porto da Folha e dos povoados mais próximos, o Governo de Sergipe está concluindo a construção da ponte sobre o Rio Campos Novos, localizada na Rodovia SE-200, entre o Povoado Lagoa da Volta e a sede do município de Porto da Folha. As obras são realizadas por meio da parceria entre a Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (Seinfra) e o Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária (DER).

Com investimentos de R$ 3.985.630,30, oriundos do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados (Proinveste), a ponte, que está sendo construída em concreto armado e com guarda-rodas, tem 88,98 metros de extensão, 11 metros de largura, 6 de altura no ponto máximo do vão central e passeio para pedestres e animais, com 1,5 metro de largura. A obra contribuirá para a mobilidade da região, uma vez que antiga ponte foi levada pelas águas decorrentes de fortes chuvas em janeiro de 2016, comprometendo, desde então, o acesso dos moradores de alguns povoados à sede do município.

De acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, os serviços se mantêm céleres. “Executamos todos os blocos de apoio, o que já corresponde a 80% da obra. Iniciamos os lançamentos das vigas que compõem a ponte, para isso estamos com um efetivo de 58 profissionais e mais de uma dezena de máquinas. Assim que todas 15 estiverem lançadas, terminaremos a execução do guarda-corpo, faremos a pré-laje e por fim forraremos a laje, de modo que em no máximo 80 dias a obra estará pronta”, explica.

Melhor obra

Morador do Povoado Lagoa da Volta, Manuel Soares afirma que essa é a melhor obra já executada no município. “Passamos dias difíceis com a queda da ponte antiga, pois, tanto na época em que ela foi levada pela enchente, quanto na época de chuvas, para irmos até a sede de Porto da Folha tínhamos que fazer um percurso quatro vezes maior, chegando a quase 50 km. Era prejuízo com o tempo desprendido e com as despesas financeiras, já que os gastos com combustível quadruplicavam”, declara o lavrador de 63 anos

Para a dona de casa Luciene Souza, 34 anos, a satisfação com a nova ponte é unânime entre os moradores . “Vai melhorar a vida de todo mundo que passa por essa estrada, principalmente para quem mora em Linda França e Lagoa da Volta e vai sempre para Porto da Folha e Monte Alegre. Estava sendo muito complicado quando chovia, pois não tínhamos como passar por aqui”, relembra.

Luiz Carlos Barbosa endossa as declarações da conterrânea. “Todos os moradores e até quem passa de vez em quando por essa estrada está satisfeito. Apesar do desvio emergencialmente feito, ele só servia quando o tempo estava firme, pois, bastava dois dias seguidos de chuvas e o nosso martírio retornava. Não vemos a hora de ela ficar pronta”, ressalta o autônomo de 38 anos.

De acordo com Valmor Barbosa, a obra trará incontáveis melhorias para a população. “Mesmo em uma região com baixa incidência de chuvas, quando elas ocorrem em demasia causam grandes transtornos, como foi o caso ocorrido no povoado. A construção dessa ponte não só trará alento para os moradores de Lagoa da Volta, mas também dos povoados Linda França e Pedro Leão que se deslocam frequentemente para a sede municipal por meio de motocicletas, automóveis, ônibus escolares, veículos e animais de montaria. A estrada também é uma via importante para a passagem de gado e o transporte de leite, feijão e milho, elementos primordiais da economia local, e, mesmo sendo vicinal é bastante utilizada pela população de Porto Folha e Monte Alegre, bem como serve de atalho para povoados importantes dos dois municípios”, enfatiza.

Fonte: ASN