Prefeitura conclui elevação do viaduto uma semana antes do previsto.

Fim do macaqueamento permite avaliação da melhor forma de recuperação e libera passagem dos trens da CPTM

O prefeito Bruno Covas, acompanhado pelo secretário municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, Vitor Aly, vistoriou neste domingo (2), as obras de macaqueamento do Viaduto da Marginal Pinheiros.

Os testes para erguer o viaduto da Marginal Pinheiros começaram na manhã de sábado (1) e, por questão de segurança, foram suspensos às 19h. Após 12 horas de trabalho, o tabuleiro foi erguido 1 (um) metro. O procedimento foi retomado na manhã de domingo e concluído no início da tarde.

O resultado foi tão positivo que, após o 18º dia desde que o viaduto cedeu, já é possível começar os estudos para determinar a melhor forma de recuperação e em quanto tempo o viaduto será devolvido à população. Essa análise deve levar 15 dias. “Os trabalhos foram concluídos hoje, e muito antes do previsto. Agora ,nos próximos dias poderemos iniciar os estudos para avaliar qual será a obra necessária para fazer a remediação do viaduto. Hoje já estamos liberando a CPTM para retornar a circulação normal de trens na região”, destacou o prefeito Bruno Covas.

Os trabalhos na estrutura envolveram seis macacos hidráulicos, cada um capacidade para até 300 toneladas. Por uma questão de segurança, foi solicitada à CPTM a suspensão da circulação de trens entre as estações Cidade Jardim e Jaguaré da linha 9 Esmeralda. “É importante destacar que preservar o tabuleiro era a prioridade da Prefeitura. Após essa operação, podemos estudar qual é o problema que ele tem e buscarmos uma solução. Essa é a etapa que nós vamos viver nestes próximos 15 dias para encontrar a melhor, mais segura e mais rápida forma de devolvermos o viaduto à população. É uma vitória da Prefeitura de São Paulo e de todos profissionais que estão trabalhando aqui”, completou Vitor Aly, secretário de Infraestrutura Urbana e Obras.

Fonte: estradas