O Detran-SP alerta para novas mensagens falsas que cidadãos tem recebidos em seus perfis nas redes sociais ou via mensagens SMS por celular tratando de reajustes em valores de multas de trânsito ou de novos procedimentos de renovação da CNH. Conforme informações do órgão, os valores das multas são reajustados por lei federal e têm a mesma base para todo o país. A mais recente, em novembro e 2014, ampliou severamente o montante a ser pago para quem for pego praticando racha, fazer manobras perigosas ou ultrapassar em local proibido, uma maneira de punir com rigor infrações que podem por em risco a vida de terceiros. As informações ventiladas na internet trazem mais de dez valores diferentes, mas, segundo o Detran-SP, só há sete valores oficiais. “Antes de repassar mensagens recebidas pelas redes sociais e até mesmo por e-mail, orientamos que o cidadão sempre confira se a informação é verdadeira. Isso evita dar credibilidade a algo falso e acabar formando uma corrente de desinformação. Quando envolver ações de trânsito, o condutor pode buscar informações no Disque Detran.SP ou no portal www.detran.sp.gov.br”, ressalta o diretor-presidente do Detran.SP, Daniel Annenberg. O órgão explica ainda que o valor da multa é aplicado conforme a categoria de infração, ou seja, no caso de falha gravíssima, o valor é de R$ 191,54 e sete pontos na CNH. Infrações graves, R$ 127,69 e cinco pontos. As infrações médias têm o valor de R$ 85,13 e quatro pontos. Já as leves, R$ 53,20 e três pontos. Se o pagamento da multa for feito antes do vencimento, é dado desconto de 20%. Conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), algumas infrações gravíssimas têm o valor original (R$ 191,54) multiplicado por três, cinco ou até dez vezes, passando para R$ 574,62, R$ 957,70 e R$ 1.915,40, respectivamente. Por exemplo: dirigir sem ser habilitado (3x), com a CNH cassada (5x) e após ingerir bebida alcoólica (10x).

Fonte: radarnacional

" />

Detran-SP alerta sobre falsa corrente que divulga nas redes sociais novos valores de multas.

O Detran-SP alerta para novas mensagens falsas que cidadãos tem recebidos em seus perfis nas redes sociais ou via mensagens SMS por celular tratando de reajustes em valores de multas de trânsito ou de novos procedimentos de renovação da CNH. Conforme informações do órgão, os valores das multas são reajustados por lei federal e têm a mesma base para todo o país. A mais recente, em novembro e 2014, ampliou severamente o montante a ser pago para quem for pego praticando racha, fazer manobras perigosas ou ultrapassar em local proibido, uma maneira de punir com rigor infrações que podem por em risco a vida de terceiros. As informações ventiladas na internet trazem mais de dez valores diferentes, mas, segundo o Detran-SP, só há sete valores oficiais. “Antes de repassar mensagens recebidas pelas redes sociais e até mesmo por e-mail, orientamos que o cidadão sempre confira se a informação é verdadeira. Isso evita dar credibilidade a algo falso e acabar formando uma corrente de desinformação. Quando envolver ações de trânsito, o condutor pode buscar informações no Disque Detran.SP ou no portal www.detran.sp.gov.br”, ressalta o diretor-presidente do Detran.SP, Daniel Annenberg. O órgão explica ainda que o valor da multa é aplicado conforme a categoria de infração, ou seja, no caso de falha gravíssima, o valor é de R$ 191,54 e sete pontos na CNH. Infrações graves, R$ 127,69 e cinco pontos. As infrações médias têm o valor de R$ 85,13 e quatro pontos. Já as leves, R$ 53,20 e três pontos. Se o pagamento da multa for feito antes do vencimento, é dado desconto de 20%. Conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), algumas infrações gravíssimas têm o valor original (R$ 191,54) multiplicado por três, cinco ou até dez vezes, passando para R$ 574,62, R$ 957,70 e R$ 1.915,40, respectivamente. Por exemplo: dirigir sem ser habilitado (3x), com a CNH cassada (5x) e após ingerir bebida alcoólica (10x).

Fonte: radarnacional