Contran adia obrigatoriedade das novas placas Mercosul; estados recebem prazos diferentes.

As novas placas padrão Mercosul foram motivo de discussão e debates durante todo o ano. O prazo dado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para os Detrans de todo país disponibilizarem o novo modelo de placa era até 1º dezembro. Até agora, o único estado que já disponibiliza as placas é o Rio de Janeiro.

Por esse motivo, o Contran anunciou na última sexta-feira, 30, que as placas Mercosul para veículos começarão a valer em dezembro, mas não a partir do dia 1º, como dizia o prazo anterior. Agora, cada estado terá um prazo específico. Outra alteração recente sobre as novas placas Mercosul envolvem os brasões de cidade e estado. Antes, as placas deveriam ter esses brasões indicando cidade e estado, detalhe que não está incluído nas placas de outros países do Mercosul e que as fariam mais caras por aqui.

O uso é obrigatório?

Após os prazos definidos pelo Contran para cada estado, as placas Mercosul serão obrigatória apenas nas transferências de veículos usados e na compra de veículos novos. Segundo o órgão, a placa possui itens de segurança que permitem a rastreabilidade dos veículos por meio de QR code e chip, impedindo também a clonagem.

Quanto custa?

No Rio de Janeiro, a nova placa custa R$ 219,35 – mesmo valor das placas antigas. Segundo o governador Pezão, que falou à Agência Brasil, a implementação da tecnologia não teve nenhum custo para o estado do Rio porque foi uma parceria com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e também não terá gastos para o consumidor.

Fonte: penaestrada