Recuperação da rodovia entre Vargem Alta e Castelinho beneficiará comunidades rurais e turismo.

A Região Serrana, uma das mais visitadas do Estado, ganhará um incentivo para o turismo e a agropecuária. A recuperação da ES 164 entre Vargem Alta e o distrito de Castelinho vai garantir mais conforto e segurança a quem trafega pela região, beneficiando diretamente as comunidades do seu entorno.

A Ordem de Serviço para o início das obras foi dada na manhã desta sexta-feira (02) pelo governador Paulo Hartung, em cerimônia na praça Alberto do Carmo, em Vargem Alta. Estavam presentes o secretário de Transporte e Obras Públicas (Setop), Paulo Ruy Carnelli, o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Enio Bergoli, o prefeito de Vargem Alta, João Altoé, e diversas autoridades.

Durante a solenidade, o governador Paulo Hartung destacou que o Estado está com as contas públicas equilibradas e com pagamentos em dia. Hartung explicou que o equilíbrio fiscal do Estado está permitindo o Governo avançar em investimentos da ordem de R$ 1 bilhão neste ano. “Estou feliz porque hoje estamos, simultaneamente, inaugurando uma estrada do Programa Caminhos do Campo e autorizando a recuperação de um importante trecho da malha rodoviária Estadual”, destacou Paulo Hartung.

Serão 23 Km de um novo pavimento com nova sinalização. A rodovia integra a sede do município a comunidades rurais, entre elas Vila Esperança, São José das Fruteiras, Fruteira de Baixo, Fruteira de Cima e Vila Maria. A via é muito utilizada pelos produtores no transporte de produtos agrícolas, destacando o café, uma das principais atividades econômicas do município, além do beneficiamento de rochas. As obras darão mais segurança também aos motoristas que trafegam da BR 262 para Vargem Alta e em direção à região turística de Pedra Azul, trafegando pela ES 164.      

“As obras na ES 164 vão criar novas perspectivas e oportunidades para os produtores rurais e para o turismo da Região Serrana, que é muito importante para a economia do nosso Estado. Com a nova pista, moradores e turistas terão um deslocamento mais seguro”, afirma o diretor-geral do DER-ES, Enio Bergoli.

Para as obras na ES 164, estão sendo investidos mais de R$ 13 milhões de reais, fruto de financiamento com o Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

Pavimentação

Em 1980, este trecho recebeu a primeira pavimentação. Na época, a rodovia era de baixo volume e tráfego leve. Trinta e sete anos depois, é natural que esteja no final de sua vida útil, mostrando diversos defeitos e remendos no pavimento. Em alguns segmentos, nas zonas urbanas, a pavimentação é de blocos de pedra em paralelo. Mesmo com as obras em andamento, não haverá a interrupção do tráfego, e a fluidez será mantida, quando necessário, em meia pista.

Fonte: der