Obras de recuperação da ERS-223 avançam no Noroeste do Estado.

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), vinculado à Secretaria dos Transportes, está recuperando a ERS-223. Uma das principais ligações da região Central com a Norte do Estado, a rodovia conta com investimento superior a R$ 32 milhões empregados em 50,9 quilômetros. ”Estamos cumprindo o cronograma previsto e contamos com cerca de 25 % do trecho pavimentado. A expectativa é de que no primeiro semestre de 2019 a obra seja concluída”, diz o diretor-geral do Departamento, Rogério Uberti.  

Atualmente, todo o segmento que vai do entroncamento da BRS-153 (para Soledade) até o entroncamento com a VRS-824 (para Quinze de Novembro) está com serviços em andamento. As atividades incluem a execução de fresagem do pavimento antigo, remendos superficiais, reperfilagem e recomposição com capa de concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ) de 5 cm. Também ocorre a implantação da sinalização horizontal provisória.

As obras estão incluídas no Contrato de Restauração e Manutenção (Crema) de Passo Fundo – Cruz Alta. O programa irá restaurar 233,19 quilômetros de rodovias da região. Já estão concluídos os trechos entre Espumoso e Tapera, na ERS-332, e na BRS-386, em Soledade. Outras estradas contempladas e com pavimento recuperado são a RSC-153, entre Não-Me-Toque e o entroncamento com a ERS-223, e a ERS-142, de Não-Me-Toque até o entroncamento com a ERS-223 (para Ibirubá).

“Conseguimos devolver as condições de trafegabilidade graças ao Crema, que também foi utilizado em rodovias já restauradas. A própria ERS-223 tem outro trecho que foi incluído no programa Crema. Ele vai do entroncamento da VRS-824 (para Quinze de Novembro) ao entroncamento da BRS-377 (para Cruz Alta) e receberá manutenção até 2021”, acrescenta Uberti. Segundo ele, a vantagem do contrato é essa continuidade na conserva, que garante o bom estado da pista por um maior período de tempo.

Fonte: daer