Governo investe mais de R$ 100 milhões em mobilidade urbana para Aracaju.

Em Aracaju, os investimentos do governo de Sergipe na área de mobilidade urbana se multiplicam de norte a sul. São mais de R$ 100 milhões em obras que visam garantir conforto e rapidez no deslocamento de quem mora e visita a Capital. As obras em andamento na avenida Euclides Figueiredo, na Zona Norte, e na Gasoduto, na Zona Sul, são apenas alguns exemplos que demonstram o compromisso do governo do Estado com o bem-estar da população aracajuana e sergipana.

A Avenida Euclides Figueiredo, que se localiza no Porto D’Anta, vem sendo duplicada e cercada com uma área de lazer. O investimento nas intervenções é superior a R$ 35 milhões. Entre outros benefícios, a obra possibilita o amplo acesso aos conjuntos Marcos Freire e João Alves, além de trazer incrementos estéticos e de entretenimento.
Quanto à Gasoduto, que se localiza no Conjunto Orlando Dantas, os investimentos se concentram na interligação com a avenida Augusto Franco, conhecida como Rio de Janeiro. A integração está criando uma via estratégica, que irá desobstruir o trânsito da região e construir novas percepções acerca do espaço na Capital. A obra corresponde a um investimento de aproximadamente R$ 67,4 milhões.

Ponte

Localizada no final da duplicação, o governo do Estado concluiu, recentemente, a recuperação da ponte José Rollemberg Leite, que faz a divisa entre Aracaju e Nossa Senhora do Socorro. Erguida entre o bairro Coqueiral e o Conjunto Marcos Freire II, a ponte tem 369 metros de extensão por 14,5 metros de largura.

A recuperação da ponte José Rollemberg Leite correspondeu a um investimento da ordem de R$ 2.339.879,70, recursos estaduais. Os serviços compreenderam a recuperação estrutural das estacas e pilares de concreto armado, tratamento das juntas de dilatação da laje de concreto armado, tratamento de fissuras estabilizadas e juntas inativas, acabamento de superfície de concreto projetado, recuperação de placas de concreto armado pré-moldadas dos passeios e pintura dos guarda-corpos e guarda-rodas.

Ainda na Grande Aracaju, o governo do Estado realizou há cerca de um ano serviços de manutenção regular nas pontes Aracaju/Barra dos Coqueiros e Joel Silveira, pontes sobre o Rio Poxim nos bairros São Conrado e Augusto Franco e na outra ponte sobre o Rio do Sal, entre o bairro Lamarão e o Conjunto João Alves, somando aproximadamente R$ 4 milhões.

Interligação

A interligação das avenidas Gasoduto e Augusto Franco está sendo executada por meio da Seinfra em parceria com o Departamento Estadual da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (DER/SE). O objetivo é ampliar a malha urbana da cidade e reduzir o intenso tráfego de veículos nas duas principais avenidas da região, a Heráclito Rollemberg e a Tancredo Neves. A intervenção vai contemplar a implantação de uma via com duas pistas duplas, interligando não só a Gasoduto e a Augusto Franco como todos os seus acessos, inclusive com a construção de duas pontes sobre o rio Poxim.

O comerciante Anderson Souza Melo, de 26 anos, está feliz da vida com as obras de interligação. “Acho que vai dar certo a obra, vai ficar muito bom pra quem vem do Orlando. Aqui hoje em dia é uma lama, ninguém consegue passar, é uma poeira muito grande. Com a obra, por mais que agora tenha as máquinas aí, a gente sabe que vai ficar tudo bom depois, liso, sem buraco”, disse.

Para a aposentada Maria Noêmia Lima dos Santos, de 64 anos, a interligação da Gasoduto e da Augusto Franco irá beneficiar não só quem transita pelas proximidades do Detran, mas também quem mora em seus arredores. “Moro no Médici há quarenta anos, e estou achando ótimo aqui, porque a gente precisava de vizinhos e de um caminho pra transitar. Depois dessa urbanização aqui está ótimo, vai dar para se deslocar com tranquilidade. Meus parentes, que moram todos aqui na redondeza, vão ter por onde passar. Aqui antes era tudo abandonado, não se fazia nada”, comentou.

A obra também dialoga com as regiões da Zona Sul e da Zona de Expansão, incluindo localidades como Sol Nascente, Santa Lúcia e Juscelino Kubistchek. O projeto inclui construção de canteiro central e ciclovia, além de iluminação central e passeio para pedestres. Também no âmbito da interligação, já foi construída uma alça ligando a Avenida Tancredo Neves ao início do ponto de encontro entre a Gasoduto e a Augusto Franco.

Dos R$ 67,4 milhões que estão sendo investidos na obra, R$ 43.444.425,39 são recursos oriundos do Pró-Transporte. Será aportado pelo governo do Estado, através do CPAC/Pró-Transporte, aproximadamente R$ 24 milhões para as desapropriações necessárias à execução da obra.

Lauro Porto

Outra intervenção que se destaca quando o assunto é mobilidade urbana é o complexo viário de acesso a Aracaju localizado na avenida Doutor Lauro Porto. A obra, que integra a reconfiguração da avenida Santa Gleide e a ciclovia Djalma Cruz, é fruto de um investimento no valor de R$ 26.946.880,81. O recurso é oriundo do programa Sergipe Infraestrutura.

Além de uma importante via de entrada e saída da cidade, o local é também um ponto de prática de atividades físicas para os moradores. A avenida Lauro Porto se estende por 4 quilômetros, com 28 metros de largura. São duas pistas duplas com quatro faixas de rolamento com largura de 3,5 metros, cada, e acostamentos de 2 metros. O canteiro central mede 6 metros, dividindo espaço com a ciclovia de 3 metros. Já os passeios laterais têm 2 metros cada. A via é totalmente iluminada por postes de 16 metros, com quatro pétalas.

A reconfiguração da Santa Gleide consistiu de recapeamento asfáltico, implantação de calçada com dois metros e de divisória central da pista, além da ciclovia Djalma Cruz. A obra correspondeu a um investimento de R$ 1.092.882,95.

As rodovias interligam o entroncamento das BRs 101 e 235, no município de Nossa Senhora do Socorro, às avenidas Santa Gleide, Maranhão e Coelho e Campos, formando um corredor em direção ao centro da Capital. Quem se dirige a Aracaju pela Rota do Sertão, via BR-235, ou pela BR-101 Norte, encontra a nova avenida Lauro Porto a partir do viaduto de acesso a Itabaiana, que vai ao encontro da avenida Santa Gleide.

FONTE: ASN